quinta-feira, 25 de março de 2010

ENCANTO (Parte Final)

No dia seguinte, Patrícia e Marcos seguiam para o escritório. Pelo caminho, uma longa conversa. Marcos estava determinado a manter sua decisão de demitir Matheus, porém, Patrícia insistia em tentar fazer com que Marcos separasse mais as coisas. A verdade é que Patrícia não viu mal algum nas atitudes de Matheus, levando em consideração de ser ele apenas um jovem, um jovem apaixonado, talvez.

Depois de muito ouvir Patrícia, Marcos decide repensar o assunto e, consequentemente, manter Matheus na empresa. Mas com a condição do rapaz se manter longe de Luana. Patrícia não concordou muito com tal condição, mas viu progresso na situação.

Chegando ao escritório, Marcos avistou Matheus no balcão do setor de RH, como ele mesmo ordenara na noite anterior.

- Matheus! – disse Marcos ao vê-lo.

- Sim, Marcos.

- Venha até a minha sala, por favor.

- OK.

Matheus, sem expressar o mínimo de tristeza diante da demissão, se sentava frente a Marcos e cruzava as pernas com elegância.

- Matheus, eu queria te pedir desculpas por ontem. Acho que passei dos limites diante da situação e...

- Está tudo bem, Marcos.

- Você não agiu certo, convenhamos, mas eu não soube dividir as coisas. Então desconsidere a demissão. Você tem se mostrado um excelente funcionário e não quero perdê-lo.

- Fico grato, Marcos.

- Mas tem uma condição, Matheus. Vou lhe pedir que se mantenha...

- Longe da Luana, não é? Eu sabia!

- Não foi legal o que você fez, Matheus! Nós temos regras aqui. Você violou uma delas e...

- A regra é não mentir ou não chegar perto de sua filha, Marcos?

- Para você? As duas!

- OK. Vou voltar ao RH para concluir o processo de demissão!

- Já disse que é para você ficar!

- Mas dessa forma eu não quero!

- Ah! Então está me dizendo que, fora daqui, continuará a se aproximar de Luana?

- Por que não? Lá fora não há “regras”.

Matheus saiu da sala de Marcos e foi direto ao RH. Marcos o assistiu sair e pensou: “Ele me desafia enquanto minha filha diz que está gostando dele...”.

* * *
À tarde, Celeste já havia recebido uma ligação de Marcos na qual frisava a proibição de Matheus naquela casa.

- Ele não trabalha mais comigo, mas deixou claro que continuará atrás de Luana, Celeste. Não deixe esse garoto entrar! E se ele aparecer por aí, me ligue imediatamente, OK?

- Sim, Marcos, pode deixar!

O que Celeste não sabia é que Luana já estava no portão com Matheus.

- O que você está fazendo aqui, garoto? – dizia Luana sorrindo.

- Vim te ver! Preciso!

Luana então ouvia de Matheus as palavras mais bem pensadas que um homem poderia dizer num momento de conquista. Luana sentia uma vontade enorme de saltar nos braços de Matheus. Essa era a verdade.

Matheus conseguia o que queria: deixar Luana num estado de paixão talvez jamais vivido por ela. E de fato Luana sentia que o desejo que sentia por Matheus se mostrava muito mais intenso que quando por Rômulo.

Concluía ali que seu relacionamento com Rômulo, apesar de digno de um conto de fadas, comparado a este, era como uma criança inocente. O que Luana sentira por Rômulo foi um amor muito forte, mas o que chegava a sentir agora por Matheus era um misto de paixão e tesão até.

Depois de falar bastante:

- Quero um beijo seu! – dizia Matheus.

- Eu também quero...

Os dois se beijaram.

Matheus a beijava com a experiência de um adulto, claro, o que deixava Luana com os lábios completamente entregues aos dele. Até que:

- Estou te amando – dizia Matheus – Estou te amando de novo, Beatriz!

- Beatriz? – dizia Luana sem entender.

- Ah?

- Você me chamou de Beatriz, Matheus!

- ...

- Que belo começo, Matheus!

- Calma, calma! Eu posso explicar.

Matheus então contava sua história:

- Luana, desde a primeira vez que a vi, não te tirei da mente um só minuto! Houve uma Beatriz na minha vida, sim, mas não há mais! É... Eu tenho uma foto dela aqui, deixa eu te mostrar...

- Não quero ver, Matheus! Ficou maluco?

- Se eu te mostrar vai me entender!

Matheus então retirava da carteira a foto de sua ex-namorada Beatriz. Para a surpresa de Luana, a menina era “a cara” dela. A cor da pele, os olhos puxadinhos, os lábios, o cabelo, tudo.

- Mas... – não sabia o que dizer Luana.

- Pois é. Parece contigo, não? Então... Beatriz faleceu faz uns dois anos. Estávamos namorando na época, e...

- Eu também perdi um namorado para a morte, Matheus! Mas eu não saio por aí procurando um outro Rômulo! Não quero ser sua nova Beatriz! Você não se apaixonou por mim, mas pela minha aparência! Vá embora!

- Por favor, Luana...

- Não estou pronta para isso, Matheus! Por favor, vá embora.

Sem dizer palavra, Matheus dava meia volta. Levava de Luana apenas um beijo. O beijo mais intenso que já dera em alguém, mas apenas um.

Após ver Matheus sumir no horizonte, um sol voltava a brilhar para Luana. É que seu celular vibrara no bolso do short jeans a trazer uma mensagem de Giovanna.

Deu tudo errado aqui na Bahia, Luana!
Estamos voltando na semana que vem, amiga!

Beijos!

Luana esquecia os arrepios causados pelo beijo de Matheus. A amizade de Giovanna quebrava de vez aquele encanto.

Luana dava um salto de alegria.

Foto da Capa: Ana Claudia Temerozo
Mais contos de Luana
aqui.

10 comentários:

FYC disse...

Luciano, em diz, onde vc quer chegar?
mas que cooooooooooooisa!
vc ta fazendo muito bem esse papel de "vida", sabe? tá levando muito a sério! não podia ser um conto de fadas? hahahahahahahaha


eeeeeeeeeeeeeeee!
giovana voltou!!!!! =)

Thamyris Fajardo disse...

poxas, agora que finalmente achei o final aconteceu isso!
ai ai ai..mas que bom que giovanna voltou. =/

beijoss

Kayo Medeiros disse...

cara tapado. dois anos depois que a namorada morre, ainda tá procurando uma igual? credo...

Luciano Freitas disse...

Entendam que a felicidade obtida com as coisas está justamente na "forma" como essas coisas nos chegam! No último "segundo" desta série, a felicidade de Luana está totalmente voltada para o retorno de sua amiga Giovanna. Talvez o "tesão" tenha sido cortado de maneira brusca, mas talvez porque acima de uma realização do corpo, da carne, está a realização da alma! Um encanto pode se dar de tantas formas... :)

Obrigado pela leitura de sempre!

Aninha disse...

Gostei, Luciano!
Acho melhor esse Matheus ir embora mesmo, que coisa besta de se fazer, Luana irá encontrar algo melhor para ela, espero.
Muito bom saber que Giovanna está de volta! :)

bjos.

Lucas Moratelli disse...

Inesperado, mas ótimo final.

Que bom que continua.

Abraço Luciano.

Vanessa Sagossi disse...

Ahhh, Lucianoo!!
Ela não podia se apaixonar por ele. Que ótimo que ele foi emboraaa!!!
E uhuuul, a Giovanna vai voltar!!!
Quando vai ter mais Luana por aquii?
Beijos,

Vanessa Sagossi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Yara Lopes disse...

Não acredito que ela perde mais um menino.
Coitada dela, você é muito mau, viu..
haha

Pelo menos a amiga dela volta, ou isso seria um conto de terro Luciano

Faz logo continuação pra Luana
haha

Yara Lopes disse...

Luciano, provavelmente será o primeiro e único texto de futebol. A alegria do meu pai me contagiou. Vou voltar a escrever, principalmente agora que passei pra jornalismo.haha

Olha, sabia que você ia acabar fazendo um livro, fico muito contente. Vou ficar torcendo pra que dê tudo certo.